Cuidado: há um excêntrico perto de você

FINALMENTE SURGIU uma vantagem em ser monitorado no mundo digital. Pelo menos para os gays.
Foi criado um aplicativo gratuito que mostra quem são os gays que estão a sua volta, detalhando inclusive a distância! O Grindr (fala-se “grainder”) já foi baixado por quase um milhão de pessoas e é compatível com iPhone, iPod touch e iPad. Depois de fazer um perfil e se logar, aparecem fotos dos 20 usuários que estão mais próximos de onde você está. Daí é só começar um bate-papo e marcar um encontro, se for o caso.
No Brasil, só 4.000 pessoas baixaram o aplicativo. Se existisse uma versão hétero, ficamos pensando em quais os tipos de filtros que existiriam: pessoas que ainda gostam dos Smiths; aqueles que não gostam de acordar cedo; os héteros que não gostam de comer verdura e os artistas excêntricos egoístas. Só que nunca saberíamos a verdade, é claro, porque as pessoas mentiriam nos filtros. Assim como mentem no Facebook, no Twitter, na vida, para si mesmas e numa casinha de sapê. Seria mais útil criarem um aplicativo que possibilitasse às pessoas saber quem elas são. Mas, epa, isso não seria psicanálise?

SER ANÔNIMO É TRISTE
Outro dia um avião caiu, e os passageiros tiveram que ser resgatados do mar. Mas a grande notícia era, na verdade, uma antinotícia: a de que Xuxa pegaria a mesma aeronave no dia seguinte, caso ela não tivesse caído. Ou seja: ser anônimo no Brasil é muito triste. Ninguém liga para a gente! Mesmo se a gente estiver molhado dentro do mar poluído da Baía de Guanabara.

CARREIRA VINTAGE
Por falar em celebridade, uma das coisas mais viciantes dos últimos tempos é ler Twitter de famosos que falam coisinhas absurdas. Por exemplo: outro dia, uma famosa atriz se espantava de seu filho querer seguir uma carreira muito curiosa: sociologia! Mas que menino excêntrico! E vintage, já que não escolheu estudar moda, que, como se sabe, é a escolha de carreira do momento. Sociólogo datou.

O QUE REALMENTE IMPORTA?
Isso é tão excêntrico quanto debater política no Facebook. Afinal, onde é que já se viu querer falar de um assunto tão datado e obtuso quando podemos comentar assuntos que realmente importam, como as bolsas Chanel e os DJs da Escócia!?