Muita coisa se resolve com o silêncio. Nós, na nossa ansiedade moderna, temos a impressão que tudo tem que ser dito, escrito, mostrado. Mas a vida não é assim. Não falar às vezes é a melhor saída.
O difícil, hoje, é traduzir isso no Outro. Acho que preciso aprender muito ainda. Uma vez me disseram que eu sabia entender as situações sem que me fossem dadas, necessariamente, muitas explicações. Não tenho certeza disso. Taí uma coisa que preciso aprender. A ler – e realmente entender – mais o silêncio do Outro.